terça-feira, 18 de setembro de 2012

qualquer maneira de amar vale a pena



                                 para taís corrêa

freio no poema  não
palavras não aceitam arreios
celas chicotes barrelas
estradas não tem cancelas
enquanto uma faca corta
o gume do olho vela
grades não prendem palavras
só gosto do jogo a vera
assim como a lua torta
nas frestas da tua porta
derrubando toda janela

arturgomes
www.musadaminhacannon.blogspot.com 

A flor da tua pele eu quero


por enquanto
minha musa quase namorada
roça meus poemas de longe
meus músculos riscam
tua carne de dentro
enquanto entro
no teu mundo virtual
tem no corpo
a língua visceral
na longa  noite de espera
pela próxima palavra
enquanto a lavra da palavra
cresce entre a boca
e o quintal do umbigo
beijo em tua foto
toda pele nua
e a pele crua da miragem
é mais uma metáfora
que entrego aberta
como parte da maçã
para que chegue a hora certa
do que for possível
enquanto espero que a fruta
brote da semente
que semeei no chão
como facho de luz do amanhã

artur gomes



segunda-feira, 17 de setembro de 2012

coração leviano


Coração Leviano



tuas unhas afiadas 
deixaram marcas 
em meu coração leviano
cão vadio em estado de cio
que quando late/canta 

quando ladra/berra 
quando canta/descerra 
a língua sobre a serra 
em frente desses olhos dela
ponte que quase atravessamos 
para abrir janelas
sob o sol de setembro 
numa quase manhã de sábado
por isso é que me abro
em outras páginas brancas
onde um novo poema possa dizer
do canto que não seja pranto o que desejar aqui

artur gomes
http://www.musadaminhacannon.blogspot.com.br/2012/09/metafora-de-foto.html
www.artur-gomes.blogspot.com

metáfora de fogo

fotos: artur gomes


Metáfora de Fogo

a língua lambe a palavra
na miragem meta física
metáfora de fogo
na ponte onde quase atravessamos
para a outra parte do poema
ela passeia
entre os fios elétricos da memória
onde as andorinhas
não conseguem decifrar
se eu desatar os lençóis do seu umbigo
desvendaremos as pirâmides do Egito
tocaremos infinito
pra  muito além do além mar

artur gomes