domingo, 31 de outubro de 2010

o que a grande mídia não diz

pintura: alcinéia marcucci


leia aqui: http://goytacity.blogspot.com/





As flores do bem-me-quer

gaivotas perseguem peixes
quando estão com fome
a musa da minha janela
depois da prova de física
desfolha Charles Baudelaire

tem um jardim imaginário
no quintal desta metáfora
e um mar de algaravias
dentro dos olhos dela

percebo a flor da infância
bem-me-quer em teu cabelos
peixes que não são nuvens
girassóis fosse miragens
na veia algas marítimas
e uma fração logarítima
ainda por resolver

arturgomes
http://pelegrafia.blogspot.com/




Palavras Diversas

a palavra múltipla plural e solta
pelos céus da boca
sarcástica cínica amorosa
de drummond a guimarães rosa
de ferreira gullar a torquato neto
a pala/lavra do leminski
como um arquiteto
que constrói a própria casa
com o furor do fogo em brasa
com cimento tijolo argamassa
e que a massa compreenda
que a massa que transforma o pão
é a mesma que alimenta a massa
que o homem arquiteta
e a praça é o lugar pro seu delírio
a lira que mora dentro do poeta


jura secreta 121

ela me mantém
à distância dos meus braços
que mesmo esticados
não conseguem alcançá-la
no quarto do hotel eu tenho a fala
e digo
desejo o espaço do teu ventre
para proclamar os meus instintos
não minto
eu sinto
muito
que pena
se ainda não conseque
provar dos meus pecados
e se esconde entre hóstia e promessas
eu tenho pressa
quero engravidar-te de saliva
na língua
que escorre pelos anos
abrindo fenda em tuas costas

arturgomes
http://juras-secretas.blogspot.com/


Olá Artur! Realmente hoje se inicia uma nova manhã. Espero que a sensibilidade feminina de nossa futura presidente unidas a determinação e coragem que nos aparentou ter, ajudem-a a descobrir meios de de ensinar nosso povo a "pescar" um futuro com dignidade mantendo os olhos abertos e o corpo pulsando em novos ideais para o bem dos que virão!

Adoro estes teus vídeos em que destaca o mar, a loucura do cotidiano e os pássaros como no Algazarra, mostrando um balé em perfeita sincronia com a música, a poesia a vida e os sonhos que confortam a alma e as crias das mentes, que, vazias não viveriam muito tempo intactas de frente a fome do "ter" que nos cercam por todos os lados numa apetite feroz muitas vezes banalizando o extinto artístico!!!

Espero que curta o quadro, de início iria pintar a representação de um trecho seu que ali escrevi, mas apaguei os riscos e pintei o sorver poético, surreal e feitiçeiro que existe escondido nestas suas poesias. Uma linda semana para ti!

Alcinéia Marcucci - Corumbataí-SP
Bjus

Um comentário:

  1. Delícia de poemas. O primeiro foi com o qual mais me identifiquei, mas gostei de todos!

    Beijo.

    ResponderExcluir